À Benfica

Ambição à Benfica «[Jornalista] Qual o objetivo do Benfica na próxima época» «Todos os títulos domésticos e uma boa caminhada na Liga dos Campeões. Mas boa mesmo (...) Nada é demasiado ambicioso para mim.» Simplicidade e lealdade à Benfica «O dinheiro não é tudo. Quando já tens uma vida muito boa, a prioridade não é … Continue reading À Benfica

Anúncios

Análise à época desportiva: Update #6

Acabou a época da nossa equipa de basquetebol. Por outras palavras, acabou-se o suplício. É impossível dizer alguma coisa boa sobre esta secção. O Benfica começou a época em litígio com o anterior treinador, forçou a saída do mesmo para colocar um espanhol que era ainda pior, e quando a situação se tornou insustentável, repescou … Continue reading Análise à época desportiva: Update #6

Análise à época desportiva: Update #5

Chegou ao fim a época da nossa equipa de futsal, e temos motivos para nos sentirmos orgulhosos, pois o Benfica sagrou-se campeão nacional pela 8ª vez. Quem viu a final no ano passado, percebe facilmente que esta se decidiu nos pormenores. O Sporting vence o primeiro jogo, o Benfica vence o segundo com um golo … Continue reading Análise à época desportiva: Update #5

Um super-agente que não faz super-negócios

Ser parceiro do Benfica deve ser uma das coisas mais fáceis do mundo. Pode não ser bem assim, mas certamente é assim que deve pensar Jorge Mendes. Sucedem-se as vendas milionárias nos últimos anos. Guedes, Semedo, Ederson, Lindelöf, Gaitan, Renato, entre tantos outros jogadores, alguns com poucos meses de Benfica, rumaram a outras paragens. Em … Continue reading Um super-agente que não faz super-negócios

O fim da Eusébio Cup?

Comecemos pelo enquadramento histórico. Em 2008, nas cabecinhas pensadoras da direção do Benfica, fez-se luz (esta uma das boas), e criou-se um torneio de pré-época que, embora seja um jogo amigável, desde o dia um se tornou um jogo com uma mística enorme. Não era para menos, era a grande homenagem à maior lenda de … Continue reading O fim da Eusébio Cup?

As incongruências do senhor presidente

1. «Nunca me passou pela cabeça formar para vender». No entanto, Lindelöf (1 época e meia), Semedo (1 época), Ederson (1 época), Guedes (meia época) e Renato Sanches (meia época) foram todos vendidos pouco depois de assumirem a titularidade da equipa e alguns num estado de maturação ainda incompleto. Se não formamos para vender, para … Continue reading As incongruências do senhor presidente

Números crus sobre a gestão dos meninos

Pequeno estudo sobre o número de jogos que alguns jogadores determinantes (vindos das camadas jovens ou que chegaram jovens ao clube) fizeram ao serviço dos seus clubes em ligas periféricas (fonte de dados: Zerozero). Considerei apenas jogadores que estiveram nos clubes nas últimas 5 épocas. Número médio de jogos realizados antes de sair: 1. Shakhtar … Continue reading Números crus sobre a gestão dos meninos

O plantel do Glorioso – Parte 9: A equipa B, a equipa sub-23 e os negócios por fazer

Depois de 8 crónicas onde refleti sobre a construção do nosso plantel para atacar o 38, falta falar no que fazer com o talento todo que não deveria, a meu ver (realço a pessoalidade da opinião), fazer parte do plantel. Algumas destas visões já foram expostas nas crónicas anteriores, sendo que nesta está tudo resumido. … Continue reading O plantel do Glorioso – Parte 9: A equipa B, a equipa sub-23 e os negócios por fazer