Um super-agente que não faz super-negócios

Ser parceiro do Benfica deve ser uma das coisas mais fáceis do mundo. Pode não ser bem assim, mas certamente é assim que deve pensar Jorge Mendes.

Sucedem-se as vendas milionárias nos últimos anos. Guedes, Semedo, Ederson, Lindelöf, Gaitan, Renato, entre tantos outros jogadores, alguns com poucos meses de Benfica, rumaram a outras paragens. Em comum? Todos os processos foram liderados por Jorge Mendes. O mais engraçado é que alguns destes jogadores nem sequer eram/são agenciados por Jorge Mendes (recorde-se a polémica que houve com Paulo Rodrigues, antigo agente de Guedes).

Por outro lado, de acordo com alguma imprensa, o Benfica, nos últimos 4 anos, gastou quase 80 (!) milhões de euros em comissões a empresários. Sim, 80 milhões de euros. Ao mesmo tempo, outra estatística demonstra que Portugal foi o quarto país onde se pagam comissões mais altas em 2018. Surgem então algumas questões.

1. Porque é que um clube que se diz bastante pujante no que toca às finanças tem de pagar 10% a um empresário de jogadores em todas as vendas que faz? É que 10%, num clube onde se contam trocos para reforços, é muito dinheiro. Por exemplo, 2017/2018, aquela época em que falhámos o pentacampeonato e em que reforços quase não houve, a venda mais cara (exceptuando a de Ederson, que não recebemos nem metade) foi de Nelson Semedo, por cerca de 35 milhões de euros. Ora, o valor que o Benfica pagou a Jorge Mendes de comissão pela venda de Semedo (3.5M €) foi superior ao valor que o Benfica pagou por Krovinovic, que foi o nosso reforço mais caro.

2. Muito bem, bem sei que a qualidade paga-se. Ou seja, talvez os serviços de Jorge Mendes tenham qualidade. Analisemos então algumas das transferências milionárias do Benfica recentemente.
* No mesmo ano em que Lindelöf saiu do Benfica para o Manchester United, o Ajax vendeu Davinson Sánchez ao Tottenham por um valor superior que o sueco. Um ano depois, o nosso rival FC Porto vende Éder Militão por 50M €.
* O Benfica vendeu um Golden Boy à pressa, antes de uma competição de seleções onde este viria a brilhar, por meros 35M €. No mesmo ano, o Sporting vendeu João Mário ao Inter por 40M € (curioso o agente que intermediou este negócio) e, apenas um ano depois, um clube chinês vendeu um jogador pelo mesmo preço ao Barcelona (embora esta transferência seja algo suspeita, admito). No início desta época, o Shakhtar vendeu Fred ao Manchester United por quase 60M €.
Isto são dois exemplos de transferências que, pondo em perspetiva, não são assim tão fantásticas. É verdade que são bons valores, não nego, mas vemos outros clubes de ligas tão boas ou piores que a portuguesa a fazer negócios por valores mais elevados que nós, o que demonstra que se calhar o super-agente não faz propriamente milagres. Além disso, não sabendo os valores das comissões envolvidas, a estatística que mencionei no segundo parágrafo indicia que essas comissões não serão tão elevadas quanto as que costumamos pagar. Posto isso, merece os 10%?

3. Já vimos que Jorge Mendes, embora possa ajudar nalguns negócios, não faz milagres nas vendas. E nas compras? Bem, a julgar pelos valores milionários que pagámos por Raúl Jimenez (comprámos por 22M um jogador que na altura valia 5M) e por Pizzi (comprámos por 14M um jogador que valia 6M), 1º e 4º jogadores mais caros de sempre do Benfica, não parece que faça milagres.

Posto isto, para que serve esta parceria? Confesso que, enquanto Benfiquista, estou mais do que farto da promiscuidade que são os negócios de Jorge Mendes e os negócios do Sport Lisboa e Benfica. Em quase todas as vendas milionárias, lá aparece o denominado “super-empresário”, o “melhor empresário do mundo”. Porém, a realidade mostra que o Benfica vende constantemente antes do tempo jovens jogadores dos mais talentosos e apetecidos do mercado por valores que não são assim tão significativos quando comparados, por exemplo, com o valor que Fred custou ao Manchester United ou o valor que De Jong custará ao Barcelona.

No entanto, sempre que algum jogador, por alguma razão, não singra no Benfica, o super-agente parece ser inútil. Veja-se o caso de Taarabt, um jogador que o Benfica estava disponível para, literalmente, dar. Ao fim de 4 anos, ainda cá está. Veja-se o caso de Ola John. Saiu a custo zero para o Vitória SC. A inutilidade do super-agente estende-se à colocação de excedentários. Veja-se o exemplo de Carrillo, que estava super-valorizado por um bom mundial e que acabou emprestado a um clube saudita. Veja-se o exemplo de Lisandro, que tem andado de empréstimo em empréstimo. Repito, para que serve o super-agente? Perdoem-me a demagogia, mas os miúdos, com o mercado que tinham, eram fáceis de vender. Já os flops, aqueles em quem ninguém pega ou quanto muito pegam por empréstimo, ou então os excedentários, para nos ajudar com esses, super-agente cadê?

Não tenho problemas absolutamente nenhuns que o Benfica tenha empresários amigos. Porém, à vontade não é à vontadinha, por isso, irrita-me profundamente o descaramento com que um empresário cobra valores absolutamente absurdos por serviços que não correspondem a esses valores sem que ninguém dê um murro na mesa. Para que serve então um super-agente que não faz super-negócios mas que cobra sempre super-comissões? Fica a questão no ar. Ao mesmo tempo que faço esta questão, surgem notícias que a parceria está para durar. Aguardo então para ver os próximos super-negócios-que-se-calhar-não-o-serão. É que o super-agente já anda em tournée para vender Rúben Dias e João Félix.

PS: Como bónus, é de relembrar a revelação feita por Paulo Teixeira, empresário à data de Kostas Mitroglou. Paulo Teixeira mostrou uma proposta de 35+5 milhões pelo grego, feita pelos chineses do Tianjin Quanjian – https://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/benfica/detalhe/agente-diz-que-houve-oferta-de-45-milhoes-por-mitroglou . Ora, de acordo com Paulo Teixeira, o negócio não se sucedeu porque Vieira tentou meter à força Jorge Mendes na jogada, para que o “super-agente” recebesse na mesma os seus 10%, num negócio no qual ele não tinha rigorosamente nada a ver. Poucos meses depois, o Benfica vendeu Mitroglou à pressa no último dia de mercado por… 15 milhões de euros. Teria graça, se não envolvesse o Benfica.

Anúncios

11 thoughts on “Um super-agente que não faz super-negócios

  1. São tantas as aldrabices e as mentiras que nem sei por onde começar.

    Sò para dar um exemplo. Se não tivéssemos vendido o Mitroglou para a China, não tínhamos ganho o tetra. Percebeste?

    Depois eu conheço esse empresário Paulo Teixeira. Não passa de um vigarista e manhoso que já roubou jogadores ao Benfica e estragou-lhes a carreira. Ainda bem que o Benfica não faz negócios com esse gajo.

    Mentes e aldrabas tudo porque para além de seres curto de inteligência és mesmo “básico” e só estás interessado em criticar!! És aquilo a que chamamos, um Acéfalo!!!
    Depois há outra coisa que tu não quiseste referir porque não te convinha. O Mitroglou RECUSOU ir para a China. Nem ele nem a mulher queriam ir!!! Por isso essa oferta não tinha qualquer valor.

    O Benfica trabalha com os melhores e os mais honestos e não com aldrabões!! Por isso trabalha com o Mendes. O preço é 10% que é o preço de tabela dele. Nada de mais. Os outros clubes pagam mais e enviam o dinheiro para offshores.

    Depois há outra coisa. São os jogadores que decidem com quem trabalham! Não é o Benfica. Não há um único jogador que seja obrigado a trabalhar com empresários de que não gosta. Percebeste?
    O fato de haver muito empresários que falam mal do Mendes por inveja é o mesmo que acontece com o Benfica, quando há muito acéfalo que fala mal do Vieira por inveja e porque lhe cobiça o lugar.

    O Ederson foi vendido para o City e entraram mais de 20M nos cofres do Benfica. Vai lá ver os R&C.
    Ainda de acordo com os R&C a grande maioria das “comissões” que o Benfica paga são prémios de assinatura para os jogadores e empresários. Não fazem parte das percentagens sobre os passes.
    Mais uma mentira da cartilha que trazes para a net, aldrabãozeco!

    Renato foi vendido por 35M com 10% para o Mendes com mais 45M de prémios. Na altura toda gente disse que eram números escandalosos e exagerados!! Só um imbecil 3 anos depois vem queixar-se que foi mal vendido. Achas que foi barato? Achas que ele se tem portado como se valesse 35M?

    Comparar a venda do Militão com a venda do Lindelof, ou do Ajax para o Tottenham, 2 anos depois quando o mercado mudou só mesmo de um idiota chapado! E sabes que tipo de negócios os frutos fazem com os espanhóis? Não sabes nem imaginas porque és ignorante!!

    O Pizzi valia 6M? Quem te disse isso? E quanto é que ele vale hoje? E o Jimenez quanto vale hoje? Não passas de um idiota quando trazes exemplos que negam toda a tua cartilha encomendada!! Andas a ser bem instruído!!

    O que tens tu a ver com os empresários com quem o Benfica trabalha? Tens alguma coisa a ver com isso? És tu que geres o Benfica? Foste eleito pela esmagadora maioria dos sócios do SLB para gerir o clube? Se não gostas comes menos e queixa-te nas AG. Houve uma há pouco tempo. E tomates tens para lá ir?? Escondes-te através de um teclado a enviar veneno!!
    Estou farto de talibans e aldrabões cobardes!

    Gostar

    1. O PORCO TAMBEM COMES DA COMICÇAO DO PORCO MENDES???…ELE COBRA 10% KE SAO 6 OU7 PR ELE O RESTO VAI PR O BOLSO DO VIEIRA COM ALGUEM A FAZER DE TESTA DE FERRO,O VIEIRA SEM O BENFICA JA ESTAVA NA FALENCIA E PRESO!!!

      Gostar

  2. Ó Boby Guerra, super-chefe dos cartilheiros, fazedor de cartilhas, aldrabão profissional, trafulha com mestrado, especialista em fake-news, quem pode ser mais talibã, aldrabão e cobarde que tu?
    Que até liga para as televisões com outro nome?
    Não tens mesmo um pingo de vergonha

    Gostar

    1. Olegário Benquerença = Manuel (cartilheiro mor avieirado do Guachos e terrorista verbal noutros sites benfiquistas)
      E depois fala insultuosamente de tudo menos do porquê do super comissionista agente não conseguir colocar os excedentários

      Gostar

  3. Esse Manuel é bem conhecido. Não diz um “argumento” sem o respectivo insulto. São absolutamente fundamentalistas estes cartilheiros tipo talibãs e acusam os outros de o ser.

    Gostar

  4. Continuar a dizer que o Pizzi custou 14 M Euros é pouco sério. O Pizzi custou 6 M Euros e Roberto Gimenez que foi avaliado em 8 M Euros (que era o que nos tinha custado) mas que até podia ser avaliado em 50 MEuros. O Roberto não valia 1 M euros e a culpa não é do Pizzi… é de quem o contratou! O Pizzi foi muito bem contratado por 6 M euros mais o Roberto, quanto mais não fosse para nos vermos livres do Roberto.

    Gostar

    1. Caro OP, está equivocado. O Benfica contratou 50% do Pizzi por 6M e passado um tempo comprou os restantes 50% por 8M, perfazendo os tais 14M. O negócio do Roberto nada tem a ver com isto, até porque (supostamente) foi vendido ao Saragoça e não ao Atlético.

      Gostar

  5. Vieira não vê os jogos do Benfica nos pavilhões da Luz, más já se colou ao título do futsal benfiquista, está sempre em campanha eleitoral. Quando perdemos, quase nunca aparece.

    Gostar

Deixe uma Resposta para Vasco Grão de Bico Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s